sexta-feira, 16 de abril de 2010

POÇO DA BONITA

A Bonita é uma das comunidades que originou-se da sesmaria 406 ( terras abandonadas da Capitania Hereditária do Rio Grande do Norte). O crioulo alforriado Nicolau Mendes da Cruz, fez ao presidente das províncias do Rio Grande do Norte, o Sr. Tomás de Araújo Pereira uma petição solicitando posse das terras e foi atendido, tendo por objetivo desbravamento das terras do sertão seridoense utilizando-se a pecuária, petição concedida por volta de 1752, com o nome de sítio São José e localizado ao longo do rio São José, com meia légua para cada lado do rio. Nicolau percorria todas as suas terras e orgulhava-se de um poço profundo e de águas cristalinas, onde suas filhas adoravam tomar banho, por causa de suas rochas parecendo trampolins. Um certo dia uma de suas filhas foi surpreendida tomando banho por um pescador, que encantou-se com sua beleza e passou a admirá-la, que ao notar sua presença fugiu meio ao matagal, e o pescador nunca mais vê-la passou a chamar o local onde a virgem se banhava de POÇO DA BONITA.
FONTE - SITE DA PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DE SERIDÓ

MAIS

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

JOÃO BOSCO DA COSTA - 5 MANDATOS DE PREFEITO


Natural de Caicó-RN, nascido em 14 de dezembro de 1947, filho de Raimundo Silvino da Costa e Francisca dos Anjos da Costa. Pertencente a tradicional família política do Seridó. É irmão do ex-governador Vivaldo Silvino Costa (01/11/1939) e tem parentesco por toda a região do Seridó.

O aspecto é de sertanejo típico, de comportamento desconfiado. Fechado, circunspecto, de respostas monossilábicas. A primeira impressão é de que não gosta de muitas palavras. De quem não tem tempo a perder, em meio à mansidão, calmaria e sossego das paragens sertanejas.

Adquirida alguma confiança, passada a primeira impressão, as palavras começam a jorrar com a fluência de cachoeira no relato minucioso e inteligente dos fatos, casos e causos. Narrados com a sinceridade pueril que ainda marca o homem do sertão seridoense potiguar.

A dificuldade na abordagem é compensada pelo clima de intimidade que faz nascer, abrindo a porta com o trinco da amizade.

Ele afirma categoricamente que apenas 12 pessoas, reconhecidas e contadas, não votaram em João Bosco pelo menos uma vez na vida. Isso em todo o universo eleitoral de São José do Seridó

João Bosco critica quem lhe faz oposição. Não porque esteja em lado oposto ao seu. Mas “porque eles se empenham pouco”. Deseja que haja mais trabalho de seus opositores. Se seus adversários políticos soubessem trabalhar ele jamais teria sido eleito cinco vezes prefeito.

Não descarrega frescuras sobre quem fuma, uma vez que “já foi fumante inveterado durante décadas”. O mesmo acontece com o jogo de baralho. “Não ganhei fortunas porque não tinha de quem ganha-las, nem perdi porque nunca teve”.

Administrou uma cidade onde não existe onde não existe prostituição. Crianças de rua e mendigos também não existem. Em São José do Seridó ainda é proibido construir casas de taipas. Foi ele que determinou.

Forasteiros só encontram abrigo e incentivo se “tiverem profissão definida”. Caso contrário, são “desestimulados” a ficar na cidade. Isso, sem ferir o preceito constitucional de ir e vir do cidadão

O Corpo funcional da municipalidade, disse João Bosco, é mais uma grande família do que associação de classe. “As vezes, dependendo da necessidade, adianta salário, comenta

A administração é participativa. Não há intermediário entre o Executivo e o povo. “O povão tem vez, voz que é escutada”. O resultado, segundo João Bosco, é que São José do Seridó, em relatório das Organizações Unidas (ONU), em 1998, em 3ª gestão, foi classificado em 10ª cidade em qualidade de vida no Nordeste brasileiro

Em São José do Seridó não existe esgoto a céu aberto e 100% de suas casas são saneadas, desde 2003, por ocasião de sua última administração.

João Bosco tem uma mania que lhe é peculiar. Às 4 horas da madrugada desperta a cidade com o barulho de sua moto. Diz que é para vigiar a cidade, zelando e protegendo o município.

Essa, com certeza, é a arte maior de João Bosco Costa, que exerceu por cinco vezes o mandato de prefeito de São José do Seridó. Em 40 anos de vida pública, não sabe o sabor da derrota. “Uma vez ele se descuidou com a campanha política e a coisa ficou esquisita”. Mandou buscar eleitores em São Paulo, Fortaleza, Natal e João Pessoa, “quase sentiu o dissabor da derrota, ganhou a política com uma simples maioria de apenas 4 votos.

Vencendo o pleito eleitoral de 5 de outubro de 2008 João Bosco além de conquistar o primeiro lugar, como também aumentará as chances para distanciar dos concorrentes mais próximos, caso venha ser reeleito em 2012, totalizando assim 7 mandatos. Com 61 anos de idade, em 2012 estará com apenas 65 anos, novíssimo em folha para administrar a cidade de São José do Seridó. Seu adversário seu aliado político, na pessoa de Lazaro Dantas que automaticamente possui o direito de conccorer à reeleição.

Iniciou sua vida pública no ano de 1968 sob a liderança de Dinarte de Medeiros Mariz (23/8/1903 – 09/07/1984), comandante da extinta ARENA-Aliança Renovadora Nacional, posteriormente PFL e atual Democratas. Em 15 de novembro daquele ano foi eleito prefeito de São José do Seridó. Veja sua trajetória política

Em 1º de outubro de 2000 ocorreu sua última vitória política quando derrotou seu opositor Pedro Gomes de Vasconcelos (PMDB) com uma maioria de 604 votos, ou seja, ele obteve 1.526 votos, contra 922 sufrágios de Pedro Gomes.

Em 3 de outubro de 2004 fez seu sucessor na pessoa de João Lazaro Dantas com uma simples maioria de 52 votos, seu sucessor obteve 1.542 votos, enquanto o candidato do PMDB Jackson Dantas obteve 1490 sufrágios. No pleito eleitoral de 5 de outubro de 2009 João Bosco tentou conquistar seu sexto mandato, porém, o povo de São José não quis que o mesmo fosse o campeão de mandato de prefeito no Estado do Rio Grande do Norte

Confira as vitórias políticas de João Bosco:

1ª vez

Eleito em 15/11/1968

Posse em 31/1/1969

2ª vez

Eleito em 15/11/1976

Posse em 31/1/1977

VICE – Manoel Sabino Filho

3ª vez

Eleito em 15/11/1988

Posse em 01/01/1989

4ª vez

Eleito em 03/10/1996

Posse em 01/01/1997

VICE – Valderi Queiroz Xavier

5ª vez

Eleito em 01/10/2000

Posse em 01/01/2001

mais

mais

mais

mais

ARQUIVO DO LINK SÃO JOSÉ DO SERIDÓ

Quem sou eu

Minha foto
Sou o subtenente PM/RN JOSÉ MARIA DAS CHAGAS, natural de Mossoró-RN, pai de quatro filhos e que tem como base principal de vida:AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS" e AMAR AO PRÓXIMO COMO AMO A MIM MESMO"; ÃLÉM DE SER HUMILDADE E ATÉ A PRESENTE DATA NUNCA ECONOMIZEI UM GOTA DE HONESTIDADE. TENHO A MANIA DE ESCREVER, ESCREVER, ESCREVER, DE LER, LER, LER; DE PESQUISAR. COM CINCO BLOGS NA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES, CUJA META FINAL É DE CHEGAR AOS 7 BLOGS E 400 LINKS. SOU 95 POR CENTO TORCEDOR DO BARAÚNAS, O MAIS QUERIDO DE MOSSORÓ E 5 POR CENTO FLUMINENSE.